ARTIGO

Treinamento corporativo: tudo o que você precisa saber para aplicar na sua empresa

Leader Educa

Leader Educa

O treinamento corporativo auxilia a empresa no desenvolvimento das competências técnicas e comportamentais dos colaboradores, mantendo a empresa competitiva no mercado.

Os treinamentos podem ser aplicados para qualquer membro do time, seja de um cargo mais operacional até para os de liderança

O importante é elaborar uma análise do desenvolvimento das pessoas, permitindo que os colaboradores possam exercer suas tarefas com maior eficiência.

Confira agora qual a importância do treinamento corporativo, suas vantagens e como montar essa estratégia na prática!

Qual a importância do treinamento corporativo?

O treinamento corporativo possui uma importância ímpar dentro do negócio. 

Seus benefícios vão desde colaboradores capacitados até o aumento da produtividade e motivação, fazendo com que os profissionais estejam aptos a trazer ainda mais soluções inovadoras para o ambiente de trabalho.

Além disso, a qualificação dos colaboradores é a principal forma de reter talentos, oferecendo base e recursos para a realização do seu trabalho.

Assim, o treinamento é benéfico para todos os envolvidos, valorizando sua equipe e mantendo os profissionais engajados e mais produtivos.

Todos esses pontos cooperam para uma empresa mais organizada, com trabalho efetivo e atualizada no mercado.

Ela também passa maior confiabilidade e segurança, tanto para os colaboradores quanto para os novos talentos.

Quais as vantagens do treinamento corporativo?

Agora que já conhece a importância do treinamento corporativo em uma empresa, chegou a hora de se aprofundar nas vantagens que ele traz para a organização. Confira abaixo!

Colaboradores motivados

O treinamento permite que os colaboradores tenham maior clareza de quais são suas tarefas e objetivos, conhecendo melhor seu papel dentro da organização. 

Além disso, com a melhora no clima organizacional e no nível de satisfação, os profissionais ficam mais motivados em relação ao seu trabalho, reconhecendo o valor que a organização dá a cada um.

Mais eficiência e rapidez 

Um profissional motivado realiza o seu trabalho com mais foco e agilidade. 

Isso tornará os processos mais eficientes, otimizando o tempo e garantindo maior excelência na hora da execução de tarefas.

Melhora no ambiente organizacional

O treinamento corporativo impacta diretamente na comunicação e transparência dos setores. 

Dessa forma, os colegas de equipe têm a oportunidade de se conhecerem mais, estreitando as relações, melhorando a interação e aumentando a confiança uns nos outros.

Assim, o trabalho em equipe e o clima do ambiente se tornam mais prazerosos.

Diferencial competitivo

Colaboradores motivados e engajados tendem a buscar novos conhecimentos para aplicar na rotina de trabalho. 

Essa ação, influenciada pela organização, reflete nos resultados e aumenta a competitividade no mercado, onde a empresa se destaca pelo nível elevado de satisfação e qualificação dos colaboradores.

Redução da rotatividade

Existem algumas causas que geram rotatividade de pessoal na empresa, sendo pontos que podem ser evitados.

Durante o treinamento corporativo, é possível que a empresa deixe claro que se importa com a carreira dos colaboradores e que tem interesse em investir no seu futuro.

Dessa forma, além de maior satisfação em fazer parte da equipe, as chances desses profissionais deixarem a organização são reduzidas.

Retenção de talentos

O treinamento corporativo é essencial para a retenção de talentos.

Ele é responsável por engajar e valorizar os colaboradores que se destacam por suas competências técnicas e comportamentais. 

Isso faz com que os talentos se sintam mais valorizados pela empresa, influenciando sua permanência na organização.

Quais são os principais problemas gerados pela falta de treinamento?

Existem alguns problemas que afetam as empresas que não investem em Treinamento corporativo. Confira agora os principais:

Alta rotatividade e baixa produtividade

Esse problema afeta diretamente a percepção dos gestores. 

Quando o colaborador se sente desvalorizado e tem dificuldade em se sentir envolvido com a empresa e seus processos, consequentemente haverá queda em sua produtividade, não atingindo o potencial que poderia ter alcançado. 

Com isso, quanto menor a produtividade, mais difícil se torna manter um fluxo de caixa positivo.

Desperdício de recursos, baixa qualidade e queda de receita

Quando os colaboradores não se sentem valorizados, eles começam a sair em busca de novas oportunidades no mercado de trabalho.

Os custos dessa rotatividade caem sobre os gestores, que gastam tempo em entrevistas na busca de profissionais para a vaga deixada. Além disso, há os custos de saída, que comprometem a planilha de gastos de qualquer empresa.

Para evitar este problema, é necessário que a empresa tome ações de interesse pelo desenvolvimento profissional dos colaboradores por meio de treinamentos, desenvolvendo a lealdade e o compromisso pela organização.

Essa ação também evita que a empresa tenha profissionais pouco capacitados, que estão mais propensos a cometerem erros simples, fator que também gera desperdícios e prejuízo com matéria-prima, vendas, tempo e retrabalhos.

Falta de preparo para o mercado concorrencial

A falta do treinamento corporativo pode gerar uma equipe despreparada para enfrentar os desafios do mercado. Além disso, a organização passa a ter dificuldade em se destacar e estar à frente dos concorrentes.

Falta de pensamento estratégico e de visão orientada por objetivos

Não há como promover um pensamento estratégico nos colaboradores e uma visão orientada por objetivos sem um programa eficaz de treinamento e desenvolvimento. 

Afinal, toda a equipe precisa estar ciente dos objetivos a serem alcançados, adquirir o conhecimento estratégico necessário e os meios para alcançá-los. Esse resultado só é alcançado por meio da aplicação dos treinamentos corporativos.

Quais são os principais tipos de treinamento corporativo?

Existem diversos tipos de treinamentos. Veja a seguir quais são os principais:

1. Troca de papéis

Esse tipo de treinamento corporativo baseia-se na estratégia de rotatividade dos colaboradores através das funções existentes na empresa. 

Essa é uma forma eficiente de treiná-los em diversas atividades e situações, trazendo conscientização para a organização sobre a importância de cada profissional.

A troca de papéis pode ser aplicada em empresas de qualquer porte ou segmento, beneficiando tanto os colaboradores quanto a gestão organizacional do negócio.

2. Gamificação

Este é um dos tipos de treinamento com maior eficiência e já é considerado uma tendência no mercado.

Ele funciona de forma sistemática, desde as etapas de integração com o colaborador até assumir sua função definitiva.

A gamificação trata-se de um treinamento que utiliza conceitos e mecanismos de jogos para estimular uma pessoa a realizar determinada atividade. 

O resultado disso é o alinhamento entre o alcance dos objetivos da organização e a satisfação de cada colaborador.

Na prática, são usados conceitos de jogos como sistemas de pontuação ou recompensas, onde à medida que o jogador cumpre suas tarefas, ele alcança novos níveis.

3. Coaching corporativo

O coaching corporativo é composto pelas melhores metodologias de desenvolvimento humano e motivacional, se destacando nas organizações por não focar apenas na carreira do profissional.

Nesse treinamento, o coach é responsável por estabelecer metas para o colaborador, tanto para seu desenvolvimento profissionalmente quanto para otimizar sua vida pessoal.

Ou seja, o coaching corporativo tem suas ações e estratégias concentradas na capacitação profissional, habilidades de vendas, desenvolvimento de performance, inteligência emocional e na área de relacionamento.

4. Treinamento online

Com o avanço da tecnologia e a forte onda de inclusão digital dos últimos anos, não há mais fronteiras para promover o aprendizado e a distância geográfica deixou de ser um problema.

O treinamento online gera economia de recursos e infraestrutura, reduzindo custos e possibilitando que os colaboradores possam receber informações e atividades sem que a empresa precise alugar um lugar físico para isso.

5. Treinamento comportamental

O Treinamento comportamental tem como objetivo melhorar competências e ações comportamentais dos profissionais.

Isso é feito com base nos princípios, valores e cultura do ambiente em que ele está inserido.

Esse método é capaz de alinhar aspectos de cultura empresarial com os dos colaboradores, resolvendo problemas, como a falta de comunicação, conflitos, absenteísmo, etc.

6. Desenvolvimento de liderança

O desenvolvimento de liderança é um planejamento de sucessão de líderes.

É por meio dele que a empresa prepara profissionais para essa posição.

Esse método de treinamento consiste em cursos de capacitação voltados para colaboradores com potencial para assumir cargos de gestão. 

Ele trabalha as competências e habilidades requeridas em um líder de excelência, como estratégias de comunicação, feedback e delegação de tarefas.

Além disso, o treinamento gera o desenvolvimento e crescimento tanto pessoal quanto profissional dos colaboradores.

7. Treinamento de Onboarding

O objetivo do onboarding é permitir que os colaboradores sejam bem-sucedidos em suas novas funções em um período curto de adaptação.

O treinamento e capacitação começam no primeiro dia de trabalho e permanecem durante o primeiro ano inteiro. 

Nesse período, é abordado as necessidades dos colaboradores, além de ser disponibilizado as informações e competências necessárias para realizar o trabalho com eficiência.

8. Desenvolvimento de Soft Skills

O comportamento dos colaboradores é tão importante quanto as suas habilidades técnicas. 

Por isso, as soft skills (habilidades sociais), devem ser valorizadas pelas companhias.

Trata-se do desenvolvimento das habilidades de convivência, com o objetivo de criar um ambiente de trabalho de qualidade, saudável e mais harmonioso. 

Essa é uma ação fundamental para estabelecer a cultura organizacional da empresa.

Entre as principais soft skills, estão:

  • Ética;
  • Inteligência emocional;
  • Treinamento de liderança;
  • Capacidade de comunicação;
  • Capacidade de resolução de problemas;
  • Cooperação entre equipes e colaboradores.

9. Treinamentos criativos

Os treinamentos criativos são soluções originais para empresas que buscam capacitar os colaboradores de forma inovadora, além de gerar novas ideias para aumentar o engajamento da equipe.

Esse tipo de treinamento busca estimular a conexão e a interatividade por meio de novas metodologias e ferramentas que melhoram a experiência dos profissionais.

10. Orientação 

A orientação aposta na recepção de novos colaboradores e acontece nos primeiros dias do profissional em sua nova função.

Esse tipo de treinamento busca introduzir o colaborador à cultura da empresa. Também é apresentado os objetivos estratégicos e informações relevantes sobre cargo, departamentos e gestão, como:

  • Cultura corporativa;
  • Apresentação de metas;
  • Principais políticas corporativas;
  • Missão, visão e valores da empresa;
  • Estrutura da organização, como organograma, fluxograma, líderes;
  • Descrição do que se espera do novo contratado, suas atribuições e obrigações.

Como montar um treinamento corporativo?

Para aplicar um programa de treinamento de forma assertiva, é necessário seguir alguns passos importantes. Confira a seguir!

Seleciona uma das plataformas de treinamento corporativo

O primeiro passo é organizar os conteúdos e preparar os materiais e ferramentas que serão utilizados para realizar o treinamento.

As ferramentas variam de acordo com o tipo de treinamento que será aplicado. 

Por isso, é importante analisar se haverá dinâmicas práticas, por exemplo. Nesse caso, é preciso providenciar os materiais necessários para realizar a dinâmica

Já se houver treinamentos virtuais, é preciso uma plataforma de hospedagem que dê suporte.

Portanto, busque os materiais e ferramentas necessários para a realização de tudo aquilo que estiver no planejamento da organização.

É importante contar com a tecnologia e seus benefícios, como as funcionalidades que a plataforma EAD oferece. 

Elas são capazes de encurtar distâncias, tornar o conteúdo mais dinâmico e atrativo, e reduzir os custos de operação, locação e deslocamento.

Escolha o tema para o treinamento corporativo

Chegou o momento de definir o tema e o objetivo do treinamento. Isso deve ser feito com base nas lacunas de conhecimento dos talentos. 

Dessa forma, é possível oferecer conteúdos personalizados e mais assertivos para o desenvolvimento técnico e comportamental dos colaboradores.

Por exemplo, se a lacuna do profissional está ligada ao atendimento ao cliente, o objetivo deve ser melhorar sua comunicação com o consumidor. Então, o tema deve conter:

  • Técnicas de negociação;
  • Comunicação interpessoal;
  • Humanização do atendimento;
  • Apresentação de produtos e serviços.

Lembre-se: treinamentos personalizados são a chave para o sucesso do aprendizado e maior engajamento dos colaboradores com aquilo que a empresa está oferecendo!

Faça o planejamento e divulgação

O planejamento varia de acordo com o momento da empresa e com aquilo que ela considera importante para a jornada dos colaboradores. Tudo deve partir de um contexto.

Portanto, é necessário:

  • Definir quem fará parte do programa;
  • Listar as necessidades atuais da empresa;
  • Entender os gaps que se busca solucionar;
  • Escolher o tipo de treinamento e a metodologia;
  • Definir como será a divulgação do treinamento.

Depois disso, é necessário montar o plano de ação que deve conter informações como, o motivo, o local, quando, os responsáveis, como e quanto custa, evitando possíveis conflitos futuros ou má compreensão.

Realize a aplicação do treinamento

Essa é a hora de fazer o treinamento acontecer na prática!

Para isso, é necessário se atentar aos detalhes desse processo:

  • Produzir o conteúdo dos treinamentos de acordo com as necessidades da equipe/organização ou contratar uma empresa de confiança que elabore os materiais educacionais;
  • Preparar o local, seja físico ou digital, para os treinamentos, investindo nos equipamentos e materiais necessários;
  • Conferir a disponibilidade dos instrutores e colaboradores, alinhando com a autorização dos líderes e suas outras demandas;
  • Explicar aos colaboradores como o treinamento corporativo irá funcionar, incluindo demonstrações dos benefícios do programa de treinamento, tanto no âmbito profissional quanto no pessoal.

Mensure os resultados do treinamento

É essencial avaliar o resultado dos treinamentos para saber se estão sendo efetivos e identificar aquilo que precisa ser melhorado. 

Assim, cada vez mais a educação corporativa vai impactar positivamente o desempenho da organização. Essa é uma estratégia valiosa para o sucesso do treinamento!

Se você quer elaborar um treinamento corporativo na sua empresa e aplicar todos os passos aqui citados, a Leader Educa pode te ajudar! 

Oferecemos soluções de aprendizagem em educação corporativa presencial e a distância. Com serviços de consultoria, treinamentos e universidade corporativa, temos o diferencial de transformar treinamentos em experiências de aprendizagem. 

Clique aqui e conheça nossas soluções!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *